ANÁLISE COMPARATIVA DOS PROCESSOS DE APROPRIAÇÃO DO RELEVO E REDE DE DRENAGEM EM BACIAS HIDROGRÁFICAS DO PONTAL DO PARANAPANEMA-SP E CERES-GO

  • Beatriz Alves Umbelino
  • Paulo Cesar Rocha
Palavras-chave: Bacias hidrográficas, Apropriação, Comparação de áreas

Resumo

A região do Pontal do Paranapanema, oeste do estado de São Paulo assim como a de Ceres, região central de Goiás possuem em seus processos históricos de ocupação intenso processo de desflorestamento e pouca proteção ambiental. Considerando essas características que ambas as regiões possuem em comum, o estudo teve como objetivo analisar o estado ambiental e de apropriação das nascentes em compartimentos geomorfológicos nas duas regiões, promovendo dessa maneira um estudo comparativo, de modo qualitativo e quantitativo. Para tanto, procedeu-se à escolha de duas bacias hidrográficas similares em tamanho e forma, a fim de o estudo comparativo ser mais eficiente: bacia do Córrego do Ouro, afluente do rio do Peixe, na bacia do rio das Almas, região de Ceres, estado de Goiás e bacia do Córrego Água Sumida, UPH tributários do rio Paraná, no Pontal do Paranapanema, Oeste de São Paulo. Para a análise foram utilizadas técnicas de geoprocessamento por meio do SIG ArcGIS, as informações de uso da terra foram extraídas de mapas temáticos dos anos 1999, 2012 e 2014 (Oeste Paulista) e 1998, 2008 e 2016 (Ceres). Apesar de a análise comparativa não ser feita com mapas dos mesmos anos, verificou-se a intensificação do processo apropriativos em tais bacias conforme o decorrer dos anos.

Referências

ANDRADE, et al. Manejo e Conservação do Solo e da Água no Contexto das Mudanças
Ambientais. Embrapa solos, Rio de Janeiro-RJ, 2010. Disponível em: <
https://www.embrapa.br/busca-de-publicacoes/-/publicacao/859117/manejo-e-conservacao-do-soloe-da-agua-no-contexto-das-mudancas-ambientais>.
BARBALHO, M.G.S. da. Processos erosivos lineares nas bacias dos rios Claro e dos Bois, afluentes
do rio Araguaia no estado de Goiás: Relações com a cobertura vegetal e o uso da terra. Tese
(Doutorado) – Universidade Estadual de Goiás, Programa de Doutorado em Ciências Ambientais,
2010
CARVALHO, A. R.,SCHLITTER, F.H.M., TORNISIELO, V.L., Relações da atividade agropecuária
com parâmetros físicos químicos da água .QUÍMICA NOVA, 23(5) (2000)
CASTILHO, D. A., 2017. Colônia Agrícola Nacional de Goiás (CANG) e a formação de Ceres –
GO –Brasil. Disponível em: .
CASSETI, V., 1991. Ambiente e Apropriação do Relevo. São Paulo: Editora Contexto.
CUNHA, S. B. da., GUERRA, A. T., 1996. Geomorfologia e Meio Ambiente. Rio de Janeiro:
Bertrand Brasil.
LEITE, J. F., 1998. A Ocupação do Pontal do Paranapanema. São Paulo: Editora Hucitec.
10
LEONIDIO, A., 2009. Violências fundadoras: o Pontal do Paranapanema entre 1850 e 1930.
Ambient. soc. vol.12 no.1 Campinas Jan./June.
ROCHA, P. C.; Santos, C. R., 2016. A expansão da atividade canavieira e interações com a rede
hidrográfica na região do Pontal do Paranapanema, São Paulo, Brasil. Simpósio Latino-Americano
de Geografia Física. Guimarães, Portugal.
ROCHA, P. C., 2015. Dinâmica sedimentológica, escoamento superficial e conectividade na bacia
hidrográfica do rio do peixe, oeste paulista-Brasil. XVI Simpósio Brasileiro de Geografia Física
Aplicada. Teresina-PI.
SERAPHIM, O.J; OLIVEIRA, F, G. Cultivo da Cana de Açúcar e o Uso do Solo em Áreas de
Preservação Permanente. Revista Energia na Agricultura, Botucatu, vol. 26, n.2, 2011, p.36-48.
Disponível em: < https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/137435/ISSN1808-8759-2011-
26-02-36-48.pdf?sequence=1&isAllowed=y.
SILVEIRA, E. Recuperação de mananciais: Como aprimorar as políticas públicas para
controlar a poluição das fontes de água. Set., 2014.Disponível em:
> .
Publicado
2018-12-20
Seção
IX Simpósio Nacional de Ciência e Meio Ambiente – SNCMA