SÍNDROME DE BURNOUT EM ESTUDANTES DA ÁREA DA SAÚDE

  • Camila Beraldo Negreiros
  • Camila Gomes Vieira
  • Mariana Santos Mota
  • Núrya Patielly Teixeira Oliveira
  • Stéphanie Cândida Abdala Gomes
  • Thayssa Faria Pinheiro Paixão
Palavras-chave: Síndrome de Burnout. Universitários. Saúde.

Resumo

A Síndrome de Burnout caracteriza-se como uma patologia de ordem psicogênica decorrente do desgaste emocional, do sentimento de frustração associado ao de baixa realização pessoal e à descrença. Observa-se, assim, que essa doença tem tido uma alta incidência entre os estudantes da área da saúde, não só atrapalhando o progresso deles, como também impedindo-os de diversas formas de aproveitarem o curso em sua completude. Nesse sentido, a investigação quanto às causas desse problema torna-se de suma importância, visto que o impacto na qualidade de vida dos acometidos reflete em um desenvolvimento psicossocial negativo. Diante disso, o objetivo deste resumo é fazer uma revisão bibliográfica acerca da Síndrome de Burnout em universitários não só do curso de medicina, mas de toda área da saúde, correlacionando dados sociodemográficos e econômicos com os fatores estressantes, mostrando sua amplitude e gravidade. Para tanto, foram realizadas buscas em bases de dados online, a exemplo da Scielo, Pubmed e Google Acadêmico, de modo que apenas aqueles artigos que contemplavam os objetivos da pesquisa e cuja publicação fosse recente e bem qualificados foram selecionados. Na parte de resultados e discussões, percebe-se que, entre as dimensões componentes do questionário aplicado (MBI-SS), todos os artigos selecionados obtiveram seus maiores scores em Exaustão Emocional e os menores em Realização Profissional, descaracterizando a síndrome em pessoas com traços típicos da mesma. Portanto, torna-se visível a necessidade de mais pesquisas nessa área, de preferência com uma amostragem maior e abordagem longitudinal e atividades que previnam o desenvolvimento da SB em jovens estudantes.

Referências

BONI, R.A.S. et al. Burnout among medical students during the first years of undergraduate school: Prevalence and associated factors. Plos One, mar. 2018.
CARLOTTO, M.S. et al. Síndrome de Burnout em estudantes universitários da área da saúde. Porto Alegre, jan./abr. 2006.
CHAGAS, M.K.S. et al. Ocorrência da Síndrome de Burnout em acadêmicos de medicina de instituição de ensino no interior de Minas Gerais: Revista de Medicina e Saúde de Brasília, Patos de Minas, set. 2016.
FONSECA, R.T.M. Saúde Mental para e pelo Trabalho. Saúde mental no trabalho, 2013.
MINISTÉRIO DA SAÚDE (1997). Conselho Nacional de Saúde. Diretrizes e normas para pesquisa envolvendo seres humanos. Brasília, 1997.
MORI, M.O. et al. Síndrome de Burnout e Desempenho Acadêmico de Estudantes de Medicina do Primeiro e Segundo Ano. Rev. Bras. Educ. Med. 2012; 36: 536-40.
OLIVEIRA, V.D. et al. Síndrome de Burnout em estudantes de Farmácia-Bioquímica: um estudo transversal. Revista Brasileira de Pesquisa em Saúde, Vitória, v. 4, n. 1, p.95-102, jan. 2015.
RAMOM, L.B.A. et al. Síndrome de Burnout em estudantes de medicina de universidade da Bahia. Revista Psicologia, Diversidade e Saúde, Salvador, v. 2, n. 7, p.267-276, jul. 2018.
SANCHES, G.F. et al Síndrome de Burnout entre os concluintes de graduação em enfermagem. Revista Enfermagem UFPE, Recife, 2017.
SMALL, G.W. House oficer stress syndrome Psychosomatics, 1981.
VENTE, W.D. Physiological differences between Burnout patients and healthy controls: blood pressure, heart rate, and cortisol responses, 2003.
Publicado
2018-12-27
Seção
XV Mostra de Saúde - 10 anos do Curso de Medicina