DIAGNÓSTICO SOCIOAMBIENTAL

  • Camila de Sousa Caixêta
  • Juliana Abreu Romualdo
  • Mayra Beatriz Lobo Sanches
  • Millena Luiza Silva
  • Roberta Thais dos Santos
  • Wellisday Rhavilla de Sá
  • Cecília Magnabosco Melo
  • Lila Louise Moreira Martins Franco
  • Rodrigo Franco de Oliveira
  • Ilana de Freitas Pinheiro

Resumo

Introdução: A constituição federal criou o Sistema Único de Saúde (SUS) que visa a promoção de saúde e a prevenção de doenças, para que esses projetos funcionem existem o planejamento em saúde que engloba entre tantos outros, os diagnósticos socioambientais, que é um instrumento de alicerce do trabalho na saúde. Trata-se de um estudo de baixo custo que envolve diferentes etapas de levantamento e coleta de dados, a partir da analise de informações de uma determinada região e auxilia no planejamento em saúde. Objetivos: Esse estudo consiste em realizar uma revisão bibliográfica sobre diagnóstico socioambiental no período dos últimos oito anos. Método: Utilizou-se buscas ao Google acadêmico e scielo e os seguintes descritores “Socioambiental, Diagnóstico, Saúde”. Foram utilizados critérios de inclusão para essa revisão bibliográfica apenas artigos com data de publicação após o ano de 2010 últimos oito anos de publicação e que abordavam rigorosamente sobre o tema “diagnóstico socioambiental” e os critérios de exclusão foram artigos que ultrapassaram a data e não apresentavam a temática em questão. Resultados: Foram utilizados métodos de planejamento rápido e eficaz a territorialização, por exemplo se dar por uma determinada área onde é introduzido, o Planejamento Participativo (PP) tem como objetivo resolver os problemas de saúde. Para que a gestão cumpra seu papel e é necessário ir além do espaço físico local. Sendo assim, o meio ambiente sofre influência na saúde dos moradores, mas outros fatores (sociais, psicológicos) também influenciam. A PP é importante para que resolvam rapidamente os problemas da comunidade local. Inserindo então a ele possibilitando resolução do problema em pouco tempo e com baixo custo. Surge então um mapeamento organizado em escala sendo em municipais, microrregionais e regionais. Divide-se em gravidade do caso e acordo com a complexidade o paciente é encaminhado à cada um deles. Conclusão: Conclui-se que o diagnóstico socioambiental tem uma fundamental relevância devido os métodos realizados, buscando uma solução dos problemas com agilidade porem com eficácia, obtendo, através de tais planejamentos, informações sobre as famílias. Informações essas que são arquivadas de forma que se possa ter um controle da saúde em relação á comunidade. Tais métodos de planejamento visam a solução dos problemas locais, onde realiza-se um plano fundamental para obter a solução.

Publicado
2019-01-02
Seção
XV Mostra Acadêmica do Curso Fisioterapia