EMPREGABILIDADE DE SOFTWARE NA AVALIAÇÃO DE MEDIDAS ANGULARES OBTIDAS POR BIOFOTOGRAMETRIA: REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

  • Altair Pinto da Fonseca
  • Bianca Royer Weschenfelder
  • Felipe Augusto de Sousa
  • Gabriela Oliveira Resende
  • Juliana da Silva Nascimento
  • Luís Sérgio Ogawa
  • Wesley dos Santos Costa
  • Rodrigo Franco de Oliveira

Resumo

Introdução: A biofotogrametria, notadamente aquela que se utiliza de algum software para captura de imagens com marcação dos ângulos articulares, tem sido apontada pelas pesquisas acadêmicas como uma ferramenta tecnológica de grande utilidade na avaliação, tanto na postura corporal como na obtenção das medidas de amplitude de movimentos articulares, que possa substituir a goniometria clássica. Objetivos: Este trabalho tem por objetivos conhecer e trazer para o meio acadêmico, pesquisas científicas produzidas nos últimos anos, sobre a empregabilidade da biofotogrametria nos cursos e clínicas de fisioterapia. Método: Na elaboração deste trabalho foi utilizado o método da pesquisa de artigos científicos, empregando-se o Google Acadêmico como ferramenta de busca; quando se utilizou as palavras chaves “postura”, “goniometria”, “biofotogrametria”, “avaliação tecnológica”, “fisioterapia” como descritores. Na consulta foram encontrados 20 artigos, destes foram selecionados 10 artigos que se enquadravam na temática proposta e critérios de seleção: artigos na língua portuguesa, publicados após o ano de 2008. Discussão e Resultados: Os artigos selecionados, que embasaram a elaboração deste material, trazem um comparativo entre as diferentes ferramentas empregadas na Fisioterapia e a biofotogrametria, que pode ser utilizada com algum tipo de software, dentre eles, destacam-se o SAPOR (Software de Avaliação Postural), o Corel DrawR e o AlCimagemR, por serem os mais conhecidos e disponibilizados para seu uso atualmente. Conclusão: Apesar da avaliação e evidências promissoras quanto à utilização da biofotogrametria em substituição a goniometria universal. Embora os resultados tenham sido avaliados como satisfatórios; recomenda-se cautela, devido a constatação da falta de padronização das referências anatômicas e, necessidade de novas pesquisas que possam subsidiar sua utilização na prática clínica.

Publicado
2019-01-02
Seção
XV Mostra Acadêmica do Curso Fisioterapia