ABORDAGEM DA PRATICA TERAPÊUTICA OSTEOPATIA COMO IMPORTANTE FERRAMENTA NA REABILITAÇÃO FÍSICA

  • Andressa Alves da Silva
  • Beatriz Lima Magalhães
  • Larisse Costa Crispim
  • Mayara Dias Pereira
  • Thiara Melo Yasuda
  • Sarah Lopes Bispo
  • Kelly Cristina Borges Tacon

Resumo

Introdução: Segundo a Escuela de Osteopatia de Madri a osteopatia é um sistema de tratamento que ajuda a aliviar, corrigir disfunções e recuperar lesões musculoesqueléticas e alterações orgânicas em geral. Trata-se de uma abordagem com metodologia própria de diagnóstico e tratamento baseado na anatomia, filosofia e patologia do corpo humano. Através da intervenção manual sobre os tecidos (articulações, músculos, fáscias, ligamentos, cápsulas, vísceras, tecido nervoso, vascular e linfático), a osteopatia visa restabelecer a função das estruturas e sistemas corporais. Por conta disso, dentro da formação completa em osteopatia, se estuda de forma profunda todo o sistema músculo esquelético, visceral, cranial e metabólico. De forma a dar excelentes condições para o diagnóstico e tratamento do indivíduo. Por se tratar de uma visão global do corpo, a osteopatia não pode ser dividida e não existe portanto denominações como "osteopata estrutural", "osteopata visceral", ou "osteopata craniano". Objetivos: Apresentar a osteopatia como área de atuação da fisioterapia. Métodos: Foi realizada uma busca nas bases de dados Scielo com os unitermos: osteopatia, fisioterapia na osteopatia, e também foi realizada uma entrevista com profissional da área onde foram observados a avaliação e tratamento de uma disfunção osteopática na região cervical.  Resultados: Evidenciou-se efetividade da técnica, necessita de uma especialização de 5 anos, sendo que no Brasil é exclusividade do profissional graduado em Fisioterapia, e fora do país, em países como Estados Unidos e Rússia pode ser entendida como uma carreira médica. Na Inglaterra é uma profissão independente e em outros países como França, Itália, Alemanha é uma especialidade da medicina e fisioterapia.  Observou-se também que trata-se de uma técnica de alto custo. Conclusão: Constatamos que a osteopatia é uma especialidade ainda pouco conhecida por ser uma terapia relativamente nova no país e existem poucos profissionais atuantes na área no Brasil.

Publicado
2019-01-08
Seção
XV Mostra Acadêmica do Curso Fisioterapia