A ATUAÇÃO DO FISIOTERAPEUTA NA EQUOTERAPIA

  • Adryelle de Brito Ferreira
  • Magdielle da Silva Ribeiro
  • Rafaela Rodrigues da Silva
  • Sayonnara Gonçalves Ribeiro da Silva
  • Thauinny Rodrigues de Faria
  • Vitória Albuquerque Araújo
  • Kelly Cristina Borges Tacon

Resumo

Introdução: É um método terapêutico que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem interdisciplinar nas áreas de saúde, educação e equitação, buscando o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com necessidades especiais, disfunções neurológicas e musculoesqueléticas. A Equoterapia emprega o cavalo como agente promotor de ganhos a nível físico e psíquico. Esta atividade exige a participação do corpo inteiro, contribuindo, assim, para o desenvolvimento da força muscular, relaxamento, conscientização do próprio corpo e aperfeiçoamento da coordenação motora e do equilíbrio (ANDE-BRASIL). Sendo um método que é reconhecido pelo COFFITO (Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia ocupacional), através da Resolução nº. 948, de 27 de março de 2008. Objetivos: Descrever a atuação do Fisioterapeuta na Equoterapia. Métodos: Foi realizada uma busca bibliográfica utilizando os uni termos: atuação da fisioterapia na equoterapia, fisioterapia e equoterapia, benefícios da equoterapia. A base de dados foi o sistema Scientific Electronic Library Online (SCIELO) e, artigos referentes ao tema além de materiais disponíveis na Internet. Foram incluídos artigos indexados entre 2005 e 2017. Também foi realizada uma entrevista com uma fisioterapeuta que atua na área de equoterapia.  Resultados: Através do levantamento bibliográfico realizado, observou-se que os movimentos realizados durante a equoterapia estimulam o sistema vestibular, proprioceptivo, tátil e motor, uma vez que o movimento tridimensional produzido pelo passo do cavalo solicita constantes ajustes posturais; combinados à dissociação das cinturas pélvica e escapular, provocam reações de retificação do tronco e ajustes tônicos que atuam dinamicamente na busca pela estabilidade e controle postural, interferindo positivamente na qualidade de vida desses indivíduos. Durante a entrevista com a profissional, evidenciou-se resultados positivos obtidos no tratamento de pacientes com Encefalopatia crônica não progressiva, AVC (Acidente vascular cerebral), lesão raquimedular, traumatismo cranioencefálico e tumor cerebral, mencionando os principais objetivos, características, indicações e contraindicações para o tratamento, utilizando de recursos próprios da equoterapia e instrumentos para reabilitação. Conclusão: Com o presente estudo, pode-se perceber a importância da atuação do fisioterapeuta nesta área, bem como o ambiente agradável, a segurança e conduta deste profissional capacitado são fundamentais para o sucesso no tratamento.

Publicado
2019-01-08
Seção
XV Mostra Acadêmica do Curso Fisioterapia