ESPIRITUALIDADE E SUA RELAÇÃO COM A QUALIDADE DE VIDA EM ESTUDANTE DE MEDICINA

  • Alessandra Sthefanie Alves Silva
  • Débora Vieira Jacinto
  • Renata Garcia de Napoli
  • Samir Antonio Madi Filho
  • Thalita Oliveira Silvano Amaral
  • Humberto. Graner Moreira
Palavras-chave: Espiritualidade. Saúde. Estudantes de Medicina. Qualidade de vida.

Resumo

A espiritualidade como algo que transcende o físico, ligado ao sagrado e a busca de respostas sobre o significado da vida, tem sido reportada como importante fator de enfrentamento a situações de vulnerabilidade humana e como fator desenvolvedor de resiliência, assim como de recuperação física e psíquica de pacientes. O aumento de senso de propósito de vida se demonstra eficaz em oferecer referencial para condições de estresse como doenças e situações que requerem dedicação para ajudar a si e ao próximo. O presente trabalho tem como objetivo avaliar a influência da espiritualidade na saúde e bem-estar de graduandos de medicina, estes que estão a se formar em uma profissão que exige o enfrentamento com questões de vida e morte na relação médico-paciente, assim como situações estressantes que exigem alto esforço e capacidade pessoal. A avaliação será feita por meio de um estudo transversal qualitativo-quantitativo, onde serão aplicados questionários sobre empatia, espiritualidade/ religiosidade/crenças pessoais e qualidade de vida e perfil sociodemográfico. Espera-se encontrar uma relação entre qualidade de vida dos estudantes de medicina e espiritualidade/religiosidade.

Publicado
2018-12-28
Seção
XV Mostra de Saúde - 10 anos do Curso de Medicina