VIOLÊNCIA X EDUCAÇÃO: UMA REVISÂO BIBLIOGRÀFICA

  • Anne Caroline Cotrim Ramos
  • Brunna Gomes de Adrião Gomes de Adrião de Adrião
  • Camila Stefany Lima de Sá Stefany Lima de Sá de Sá
  • Igor Faleiro Da Costa
  • Isabella Oliveria Adelardo
  • João Pedro Silva Da Mata
  • Vanessa Lorena Augusta dos Reis Mota
  • Ilana de Freitas Pinheiro
  • Cecília Magnabosco Melo
  • Viviane Lemos da Silva Fernandes
Palavras-chave: Violência. Direitos Humanos. Direito de viver em paz.

Resumo

Introdução: Os direitos humanos são inerentes a todos os seres humanos, independente de raça, sexo, nacionalidade, etnia, idioma, religião ou qualquer outra condição e apesar dos avanços nas declarações de direitos, ainda são necessários esforços para sua materialização na sociedade brasileira. O ambiente escolar proporciona um espaço privilegiado para a promoção dos direitos humanos. Este trabalho apresentará os direitos humanos básicos e algumas violações ocorrentes no âmbito urbano e escolar principalmente nas periferias das grandes e médias cidades do Brasil. Métodos: Tratou-se de uma revisão bibliográfica que utilizou as bases de dados Scielo e LILAC’S para busca de artigos publicados entre o ano de 2011 a 2017, em português. Utilizou-se os descritores “Violência”, “Direitos Humanos”, “Direito de viver em paz”. Foram escolhidos 5 artigos que mais se adequaram ao tema proposto. Resultados: Foram encontrados 4561 artigos. Foram escolhidos 5 artigos que mais se adequaram ao tema proposto. A violência é um fenômeno de grande complexidade e inúmeras perspectivas e constitui-se como problema social. A promoção da cultura de paz em ambiente escolar, bem como articulação entre vários atores sociais são necessárias e possíveis.

 

Referências

ANDRADE, C. B.; VIOLÊNCIAS E JUVENTUDES: Processos de subjetivação no contexto escolar. Boletim de Psicologia, v. LXV n. 142, p. 015-028, 2015.

BARROS, J. P. P.; PAIVA, L. F.S.; RODRIGUES, J. S.; SILVA, D. B.; LEONARDO,C. S. Pacificação nas periferias: discursos sobre as violências e o cotidiano de juventudes em fortaleza. Revista de Psicologia, Fortaleza, v. 9, p. 117-12,. 2018.

GOMES, C. A.; NASCIMENTO, G. A. F.; KOEHLER, S. M. F. culturas de violência, culturas de paz: da reflexão a ação de educadores, operadores do direito e defensores dos direitos humanos.
Caderno de pesquisa, v. 44 n. 151, p. 228-247, 2014.

MINAYO, M. C. VIOLÊNCIA E SAÚDE. Rio de janeiro: Fiocruz; p. 132. 2010.

ORGANIZAÇAO MUNDIAL DA SAUDE (OMS). RELATORIO MUNDIAL DE VIOLENCIA E SAUDE. GENEBRA: OMS, 2002. Disponivel em https://www.opas.org.br/wp- content/uploads/2015/09/relatorio-mundial-violencia-saude.pdf
Publicado
2019-01-09
Seção
XV Mostra Acadêmica do Curso Fisioterapia