A RELAÇÃO TERAPEUTA-PACIENTE E SUA CONTRIBUIÇÃO À QUALIDADE DA ASSISTÊNCIA

  • Amanda Soares Brandão
  • Iara Marques Faria
  • Isabela Rosa Cunha
  • Jessiane Lino Campos Passos
  • Léia Vitoria dos Santos Silva
  • Marianne Sousa Silva ABREU
  • Pollyanna Duarte Abreu
  • Stéfanne Marques Rodrigues
  • Elisângela S. Mendes Moreira
  • Wesley dos Santos Costa
  • Cecília Magnabosco Melo
  • Viviane Lemos da Silva Fernandes
Palavras-chave: Palavras chave: Relação médico paciente. Atenção primária. Empatia. Seres Humanos

Resumo

Introdução: A relação terapeuta-paciente está intimamente ligada ao vínculo construído ao longo dos atendimentos realizados pelos profissionais de saúde. Este trabalho teve por objetivo verificar os elementos necessários para uma boa relação terapeuta-paciente, que contribuam na evolução do tratamento do mesmo. Métodos: Tratou-se de uma revisão bibliográfica na qual se utilizou as bases de dados LILACS e MOSAICO e como critério de inclusão artigos publicados entre 2013 a 2017, escolha de 5 artigos que mais se adequaram ao tema proposto. Os descritores foram utilizados de maneira combinada, “relação médico paciente, atenção primária”, “relação médico paciente, seres humanos”, “relação médico- paciente, empatia”. Resultados: Foram encontrados 33 artigos. Destes foram escolhidos 5 artigos que mais se adequaram ao tema. Algumas atitudes dos profissionais de saúde em relação ao paciente contribuem para o bloqueio da comunicação entre eles. Condutas como impaciência, julgamentos de aprovação/desaprovação podem interferir no resultado do tratamento. Destacam-se cinco princípios fundamentais para boa relação terapeuta paciente, são eles: presença, empatia, integralidade, autonomia e corresponsabilidade. Conclusão: Conclui-se que em vista dos argumentos apresentados, é necessário compreender os aspectos biopsicossociais do paciente para a condução de promoção de saúde. Componentes como: empatia, cuidado, compreensão, integralidade e complexidade, influenciam positivamente no tratamento do paciente.

 

Referências

ANDRADE E. ANDRADE E. BASTOS L. Relação médico-paciente na oncologia: estudo a partir da perspectiva do paciente. Revista Bioética, v. 25, n.3, 2017.

ANTÔNIO Raquel de Luna. Princípios centrais da relação de interagência: uma contribuição para clínica naturológica. Cadernos de Naturologia e Terapias Complementares, v. 6, n. 11, p. 81-97, 2017.

BARONIO M. PECORA A. A relação de cuidado na perspectiva de médicos e pacientes durante a internação em hospital-escola. Psicologia Revista, v. 24, n. 2, p. 199-228, 2015.

MACHADO F. MANZAN A. SILVA G. VENTURINI R. Relação do paciente com o serviço em Unidades Básicas de Saúde sob a óptica dos médicos e dos pacientes. Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade, v. 10, n.37, p. 1-11, 2015.

MENENDEZ Eduardo. El modelo medico y la salud de los trabajadores. In: Basaglia, F et alií. La salud de los trabajadores, aportes para una política de la salud. Ed. Nueva Imagem. 1978: 1
Publicado
2019-01-09
Seção
XV Mostra Acadêmica do Curso Fisioterapia