LESÃO POR PRESSÃO E A ENFERMAGEM

UMA REVISÃO INTEGRATIVA

  • Rosana Mendes Bezerra
  • Gláucia Oliveira Abreu Batista MEIRELES
  • Rayane Baptista Sabino de Sá ALBUQUERQUE
  • Daniela Moreira PAIVA
Palavras-chave: Ulcera por pressão. Lesão por pressão. Enfermagem.

Resumo

Introdução: Em abril do ano de 2016 houve a mudança da nomenclatura do termo úlcera por pressão (UP) para lesão por pressão (LPP), devido uma maior abrangência e por haver a utilização de números arábicos para descrever cada estágio ao invés de números romanos. (MORAES et al., 2016). O conceito de LPP é um dano localizado na pele e/ou tecido mole subjacente geralmente sobre proeminência óssea ou relacionado a equipamentos médicos e dispositivos (MORAES et al., 2016). Objetivo: Este estudo teve como objetivo Identificar frente a literatura científica, como são descritas as abordagens sobre lesões por pressão, no Brasil. Metodologia: Baseia-se em um  estudo de revisão integrativa da literatura (MENDES; SILVEIRA; GALVAO; 2008), na biblioteca eletrônica Scientific Eletronic Library Online (SCIELO) nas bases de dados Biblioteca Virtual e Saúde (BVS), Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências de Saúde (LILACS) e Bases de Dados de Enfermagem (BDENF),com os descritores em saúde Ulcera por pressão. Lesão por pressão. Enfermagem. Resultado: A análise dos dados resultou em três categorias: Categoria 1 Causas e incidências, nas causas autores apontam alguns problemas como: umidade, imobilidade física prejudicada, doenças de base e desidratação.; Categoria 2 Medidas preventivas, foram listadas pelos autores: mudança de decúbito, nutrição adequada, avaliação do grau de risco, utilização de protocolos, proteção de proeminências ósseas e a  orientação a família e ao paciente; Categoria 3 Cuidados de enfermagem, pesquisas apontam pontos primordiais como Planejamento das ações de cuidados, apoio nutricional, análise e execução de protocolos para lesões e  implementação e diagnósticos. Conclusão: As lesões por pressão estão presentes constantemente em nosso dia a dia como profissionais de enfermagem, e necessita ser estudado e implementado por haver ainda altos índices de incidências gerando muito gasto. Os cuidados de enfermagem a serem implementados são selecionados por meio da aplicabilidade da avaliação de risco (escalas como a de Braden) do paciente, protocolos, educação continuada, estágio em que o paciente se encontra e a necessidade de cada um. Portanto na equipe multidisciplinar o enfermeiro exercer papel fundamental para elaboração de ações assistenciais pautada na cientificidade e na práxis do cuidar em enfermagem.

Referências

MORAES, Juliano Teixeira; BORGES, Eline Lima; LISBOA, Cristiane Rabelo; CORDEIRO, Danieli Campos Olimpio; ROSA, Elizabeth Geralda; ROCHA, Neilian Abreu. Conceito e classificação de lesão por pressão: atualização do national pressure ulcer advisory panel. Rev. Enferm.Cent.O.Min.v6i2.1423,mai/ago.2016.
MENDES, Karina Dal Sasso; SILVEIRA, Renata Cristina de Campos Pereira; GALVAO, Cristina Maria. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto contexto - enferm. Florianópolis , v. 17, n. 4, p. 758-764, Dec. 2008 . Available from . access on 01 May 2017. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072008000400018
Publicado
2019-01-07
Seção
II Simpósio de Produção Científica do Curso de Enfermagem da UniEVANGÉLICA