CONHECIMENTO DOS ENFERMEIROS SOBRE A SAE EM UM HOSPITAL PRIVADO CONVENIADO AO SUS NO MUNICÍPIO DE NERÓPOLIS-GO

  • Gláucia Oliveira Abreu Batista MEIRELES
  • Dayane Mesquita dos SANTOS
  • Ianka Cristina SILVA
Palavras-chave: Enfermeiros. Sistematização da assistência de enfermagem. Assistência de enfermagem.

Resumo

INTRODUÇÃO: A Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE) é utilizada como um método científico de trabalho, que possibilita melhorias na qualidade da assistência de enfermagem, através do planejamento individualizado de suas ações, que são elaboradas para conferir continuidade e integralidade do cuidado. OBJETIVO:  Este estudo teve como objetivo de descrever o conhecimento dos Enfermeiros frente a SAE em um Hospital Privado Conveniado ao SUS (Sistema Único de Saúde) no Município de Nerópolis- Go. METODOLOGIA: Baseia-se em uma pesquisa metodologia descritiva de análise qualitativa. A pesquisa foi realizada em um Hospital Privado conveniado ao SUS no Município de Neropólis-Go, uma entidade com bens lucrativos e também voltado para a prestação da assistência a pessoas carentes, da qual necessitam de atendimento e que utilizam o Sistema Único de Saúde (SUS). Para a análise dos dados utilizou-se a técnica de análise de conteúdo de Bardin (2011).  A amostra foi composta por 7 Enfermeiros, com idade entre o intervalo maior ou igual a 21 anos e menor ou igual a 35 anos.  Todos participantes exercem a função de enfermeiro. O tempo de serviço na instituição prevaleceu o intervalo entre 6 meses e 5 anos. RESULTADOS:  A análise dos dados resultou em três categorias, seguidas de suas subcategorias, Categoria I: Percepção do enfermeiro sobre a SAE e suas etapas, com sua subcategoria: conhecimento dos enfermeiros sobre as etapas da SAE. A categoria II: Reconhecimento da implementação da SAE como um instrumento de articulação teórico-prática e por último categoria III: Dificuldades na implementação apresentado como: falta de conhecimento, sobrecarga de trabalho, número reduzido de profissionais, deficiência dos registros, desconhecimento do funcionamento do processo de implantação da SAE pelo enfermeiro e a operacionalização do Processo de Enfermagem. CONCLUSÃO: Com o presente estudo observou que os enfermeiros reconhecem o processo de enfermagem como um método de articulação teórico- prático. Entretanto as falas evidenciam que não há diferenciação entre os conceitos de sistematização da assistência de enfermagem e processo de enfermagem que dificulta a sua operacionalização.

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Trad. Luís Antero Reto e Augusto Pinheiro. Lisboa: Edições 70, 2011. 281p.
Publicado
2019-01-07
Seção
II Simpósio de Produção Científica do Curso de Enfermagem da UniEVANGÉLICA