COMO SOU, COMO ME SINTO, COMO VOCÊ ME VÊ!

  • Ana Luiza Suzana da Cas
  • Ayrton Lima de Souza
  • Jéssica Lohane Almeida Arantes
  • Márcio Rogério Torrubia
  • Ismar Nery Neto
  • Getúlio Souza de Marães
  • Henrique Carneiro Ferreira
  • Dayane de Almeida Brandão
  • Luiz Guilherme Freitas de Paula
  • Pollyana Sousa Lôbo El Zayek

Resumo

A Acessibilidade e a Inclusão devem ser discutidas em âmbitos sociais, jurídicos, educacionais, comunicativos, arquiteturais, dentre outros, visando a adequação do ambiente a toda diversidade humana e promoção da autonomia. Este trabalho tem por finalidade unir 5 relatos de casos de pessoas que possuem alguma deficiência e apresentar por meio de exposição em cartazes, parte da experiência de vida e das dificuldades enfrentadas por essas. O objetivo desse trabalho é informar a comunidade acadêmica, o corpo docente e a sociedade sobre a importância da alteridade e promover conscientização sobre a necessidade de mudanças para integração e para romper com barreiras psicológicas e atitudinais. O trabalho será produzido em cartolinas brancas, manualmente, essas serão expostas, presas por pregadores em cordões de barbantes. Cada cartolina vai apresentar o nome completo do participante, uma foto e seu relato individual, seguindo uma padronização simples, que será promovida por meio de um questionário. Todos os relatos expostos foram autorizados pelos participantes por meio de termo de consentimento livre e esclarecido e todos concordaram com a participação e exposição do relato e das fotos na Mostra Cultural do curso de Odontologia da UniEvangélica 2018. Além disso, serão intercaladas cartolinas com frases informativas e impactantes sobre o tema. No total serão produzidas 15 cartolinas.

Palavras-Chave:RELATO DE CASO. DEFICIÊNCIA. ALTERIDADE.

Publicado
2019-01-10
Seção
V Mostra Cultural do Curso de Odontologia