A ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM NO CÂNCER DO COLO DE ÚTEROA

UMA REVISÃO DA LITERATURA

  • Rosana Mendes Bezerra
Palavras-chave: Neoplasias do colo uterino. Câncer do colo uterino. Prevenção do colo uterino.

Resumo

INTRODUÇÃO: Devido as altas taxas de prevalência e mortalidade do Câncer de Colo Uterino (CCU), a principal estratégia do seu rastreamento é o exame Papanicolau. Apesar dos constantes empenhos na educação da população a adesão do exame é abaixo do preconizado. O enfermeiro tem função fundamental em todo o processo de prevenção e promoção de saúde desta doença, voltando para uma assistência de forma integralizada e humanizada no procedimento da coleta do exame citopatológico.  OBJETIVO: Identificar como é a assistência de enfermagem na prevenção do CCU na revisão de literatura. MÉTODO: Revisão integrativa da literatura de artigos publicados na Biblioteca Virtual de Saúde (BVS) originais e disponíveis em texto completo nas bases de dados: Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) e Scientific Electronic Library Online (Scielo) e Base de Dados em Enfermagem (BDENF), no período entre 2012-2018, no idioma português. Para a análise dos dados adotou-se as recomendações de Mendes et al. (2008), que propõe seis passos para a elaboração de uma boa, eficaz, precisa e relevante revisão integrativa. RESULTADOS: Foram incluídos nessa revisão 14 artigos.  Emergiram duas categorias: O COP x as dificuldades da enfermagem em realizar a prevenção do CCU e a atuação do enfermeiro na prevenção do CCU. A falta de conhecimento entre a população feminina determina as dificuldades em realizar o exame COP. As mulheres se sentem envergonhadas ao expor seu órgão genital, e a tê-lo manipulado por um profissional de saúde, causando assim dificuldades para quem realiza, pois, a paciente não consegue relaxar tendo então um exame mais doloroso que o comum. Alguns estudos revelam que a posição ginecológica causa sensação de impotência, ou perca do domínio do próprio corpo, causando medo durante a realização do exame. As que são casadas sentem-se imunes a doenças sexualmente transmissíveis, e outra parte diz que o exame não é realizado por falta de sintomas ou vergonha de se expor durante a coleta. E o desconhecimento por parte dessas mulheres em relação à capacidade do profissional enfermeiro na realização da coleta do COP, evidencia-se preconceito contra o profissional enfermeiro como responsável pela prática da coleta do exame, preferindo o profissional médico. A consulta de enfermagem é uma ação para prevenção, que é constituída pela coleta de dados, exame físico, planejamento da assistência, diagnósticos de enfermagem e prescrição. Desta forma, o profissional deve voltar a assistência para o ensino do autocuidado. CONSIDERAÇÕES FINAIS: O câncer de colo uterino é hoje o quarto câncer que mais mata no Brasil, sendo assim, é de extrema importância a sua prevenção e diagnóstico precoce, este é um papel do enfermeiro, que o faça com bom êxito para que a haja a redução da mortalidade no país. Hoje podemos observar que a falta de informação quanto ao câncer referido é ainda muito alta, sendo assim também papel da enfermagem organizar a educação em saúde de forma que consiga sanar dúvidas oportunas e tabus que impedem de realizar a prevenção.

Referências

MENDES, K. D. S. et al. Integrative review: research method for the incorporation of evidence in health and nursing. Texto Contexto Enferm, Florianópolis, 2008 Out-Dec; 17 (4): 758-64. Available at: Accessed on: 24 May 2015.
Publicado
2019-01-11
Seção
II Simpósio de Produção Científica do Curso de Enfermagem da UniEVANGÉLICA