HUMANIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA EM SAÚDE NA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA

  • Rosana Mendes Bezerra
  • Matheus Augusto dos Santos MONTEIRO
  • Regina Ribeiro de CASTRO
  • Lismary Barbosa de Oliveira e SILVA
Palavras-chave: : Humanização. UTI pediátrica.UTI neonatal. UTI adulto. Enfermagem.

Resumo

INTRODUÇÃO: A humanização é entendida como uma medida que busca resgatar o respeito à vida humana em ocasiões éticas, psíquicas e sociais dentro do relacionamento humano e que aceita a necessidade de resgate dos aspectos biológicos, fisiológicos e subjetivos. É fundamental adotar uma prática na qual o cliente e o profissional considerem como parte da sua assistência humanizada o conjunto desses aspectos, possibilitando assumir uma posição ética de respeito mútuo. OBJETIVOS: Geral: Identificar como a literatura científica descreve o processo de humanização da assistência em saúde na UTI. Específicos: Descrever aspectos que dificultam o processo de humanização da assistência de saúde em UTI. Descrever como é realizada a assistência humanizada a saúde em UTI. METODOLOGIA: Este estudo trata se de uma revisão integrativa da literatura, de acordo com MENDES; SILVEIRA; GALVÃO (2008). RESULTADOS E DISCUSSÃO: Foi realizado um quadro com os artigos selecionados contendo os seguintes itens: identificação numérica, ano, revista, autores, objetivos do artigo, delineamento do artigo e correlação com os objetivos desta pesquisa. Selecionou-se 6 pré categorias, seguindo os critérios de inclusão dos quais mostram a atuação do profissional frente a UTI e o processo de humanização. CONSIDERAÇÕES FINAIS: O atendimento humanizado deve ser vivido com maior praticidade ética, onde o paciente seja ouvido e respeitado nos cuidados realizados com amor e ternura, caracterizados pelo olhar holístico, reflexivo e respeitoso.

Referências

BARBOSA, Ingrid de Almeida; SILVA, Maria Júlia Paes. Cuidado humanizado de enfermagem: o agir com respeito em um hospital universitário. Rev. bras. enferm., Brasília , v. 60, n. 5, p. 546-551, Oct. 2007 . Available from . Acesso em 19 de maio 2018. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672007000500012.
BAZON, Fernanda Vilhena Mafra; CAMPANELLI, Eloísa Amicucci; BLASCOVI-ASSIS, Silvana Maria. A importância da humanização profissional no diagnóstico das deficiências. Psicol. teor. prat., São Paulo , v. 6, n. 2, p. 89-99, dez. 2004 . Disponível em http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-36872004000200008&lng=pt&nrm=iso . Acesso em 23 maio 2018.
BRASIL. Ministério da Saúde. A Humanização como política transversal na rede de atenção e gestão em saúde: novo momento da Política Nacional de Humanização. Projeto - PNH/2005- 2006. Brasília: MS; 2005.
CAMPONOGARA, Silviamar et al. Percepções e necessidades de familiares de pacientes internados em unidade de terapia intensiva. Rev.pesqui.cuid.fundam. v. 5, n.4, p.622-634, out-dez.2013.
CINTRA, E.A. NISHIDE, V.M.; NUNES, W.A. Assistência de Enfermagem ao Paciente Gravemente Enfermo. 2º ed. São Paulo Ed. Atheneu, 2005.
COSTA, Silvio Cruz; FIGUEIREDO, Maria Renita Burg; SCHAURICH, Diego. Humanização em Unidade de Terapia Intensiva Adulto (UTI): compreensões da equipe de enfermagem. Interface (Botucatu), Botucatu , v. 13, supl. 1, p. 571-580, 2009 . Avail from FARIAS, Flávia Baluz Bezerra de et al. Cuidado humanizado em UTI: desafios na visão dos profissionais de saúde . Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online v. 5, n. 4, p. 635-642, sep. 2013. Disponível em: . Acesso em: 03 de jun. 2018
FERREIRA, Priscila Dias; MENDES, Tatiane Nicolau. Família em UTI:: importância do suporte Psicológico diante da iminência de morte. Rev. SBPH, Rio de Janeiro , v. 16, n. 1, p. 88-112, jun. 2013 . Disponível em . acessos em 10 jun. 2018.
MENDES, Karina Dal Sasso; SILVEIRA, Renata Cristina de Campos Pereira; GALVAO, Cristina Maria. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto contexto - enferm., Florianópolis , v. 17, n. 4, p. 758-764, Dec. 2008 . Available from . Acesso em 23 abril 2018. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072008000400018.
MOURA, Kalina Siqueira et al . A vivência do enfermeiro em terapia intensiva: estudo fenomenológico; Acta paul. enferm., São Paulo , v. 25, n. 4, p. 490-496, 2011 . Available from . Acesso em 01 de abr. 2018. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-21002012000400002.
REIS, Camila Calhau Andrade; SENA, Edite Lago Da Silva; FERNANDES, Marcos Henrique; Humanização do cuidado nas unidades de terapia intensiva: revisão integrativa. Rev. de Pesq: cuidado é fundamental online- Bra, v.8, n.2, abr-jun, 2016. Disponível em: http://www.index-f.com/pesquisa/2016/84212.php Consultado em 07 de março de 2018.
SILVA, Fernanda Duarte da et al . Discursos de enfermeiros sobre humanização na Unidade de Terapia Intensiva. Esc. Anna Nery, Rio de Janeiro , v. 16, n. 4, p. 719-727, Dec. 2012 . Available from . Acesso em 19 de abril 2018. http://dx.doi.org/10.1590/S1414-81452012000400011.
SILVEIRA, Rodrigo Euripedes; CONTIM, Divanice. Educação em saúde e prática humanizada da enfermagem em unidades de terapia intensiva: estudo bibliométrico. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental, v.7, n. 1, p. 2113-2122, jan. 2015. Disponível em: . Acesso em: 04 jun. 2018.
Publicado
2019-01-08
Seção
II Simpósio de Produção Científica do Curso de Enfermagem da UniEVANGÉLICA