SITUAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA DAS QUEIMADURAS EM ALGUMAS UNIDADES ESPECIALIZADAS DO BRASIL

REVISÃO INTEGRATIVA

  • Regina Ribeiro de CASTRO
  • Alexsandra dos Santos FERREIRA
  • Sarah Sandres de Almeida SANTOS
Palavras-chave: Queimaduras; lesão por queimadura; Promoção da saúde.

Resumo

As queimaduras são lesões traumáticas que podem ser causadas por agentes térmicos, químicos, físicos, biológicos, radioativos ou elétricos. No Brasil, os casos de queimaduras chegam a 1 milhão por ano, a maioria ocorrendo em ambientes domésticos. Os casos graves com queimadura podem acarretar instabilidade hemodinâmica, além de outras complicações como disfunção respiratória, renal e alterações da coagulação. O estudo tem como objetivo descrever a situação epidemiológica das queimaduras em alguns hospitais do Brasil, por meio de revisão integrativa de referências que apresentaram análises estatísticas sobre queimaduras. Foram selecionados 8 artigos, 1 publicação do Ministério da Saúde e 2 livros referências no assunto, utilizados para apresentação das características epidemiológicas população vítima de queimaduras. Ocorreu a rápida pré-leitura do conteúdo, seguida de leitura atenciosa e reflexiva,  possibilitando sínteses que destacaram o sexo masculino prevalente nas internações por queimaduras originada de chama aberta, líquidos superaquecidos e álcool. Com mulheres, as queimaduras ocorreram especialmente no ambiente doméstico, seguida pela tentativa de autoextermínio e violência com o uso da chama direta e  álcool. As crianças e os idosos foram considerados vulneráveis e frágeis a lesões por queimaduras, isso se deve a mobilidade desajustada ou prejudicada e a baixa ou nenhuma percepção dos riscos de acidentes, tendo como principal agente o liquido quente. Ressalta-se que as queimaduras devem ser percebidas como lesões com potencial para agravamento, além de causar sofrimento ao paciente e sequelas graves. Entende-se, que cuidados apropriados devem ser realizados por equipe multiprofissional para que sejam reduzidos os riscos de complicações e morte por esse agravo.

Referências

ARRUDA, Cristiani Nobre de; BRAIDE, Andrea Stopglia Guedes; NATIONS, Marilyn. "Carne crua e torrada": a experiência do sofrimento de ser queimada em mulheres nordestinas, Brasil. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro , v. 30, n. 10, p. 2057-2067, Oct. 2014 . Available from . access on 10 May 2018. http://dx.doi.org/10.1590/0102-311X00175713

BISCEGLI, Terezinha Soares et al . Perfil de crianças e adolescentes internados em Unidade de Tratamento de Queimados do interior do estado de São Paulo. Rev. paul. pediatr., São Paulo , v. 32, n. 3, p. 177-182, Sept. 2014 . Available from . access on 10 May 2018. http://dx.doi.org/10.1590/0103-0582201432305

BRASIL. Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Especializada. Cartilha para tratamento de emergência das queimaduras. Brasília: Ministério da Saúde; 2012. Disponível em:Acesso 07 de ago. 2017.

BRUNNER; SUSSARTH. Tratado de enfermagem medico cirúrgica. 13ª ed. Revisão: Sonia Regina de Souza. Tradução: Patricia Lydie Voeux. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2015. Pág. 971- 997.

DUTRA. A. S. et al. Caracterização de mulheres hospitalizadas por queimadura. Rev. enferm. UERJ, Rio de Janeiro, 2011 jan/mar; 19(1):34-9. Disponível: http://www.facenf.uerj.br/v19n1/v19n1a06.pdf Acesso 10 de mai. 2018.
LEAO, Carlos Eduardo Guimarães et al . Epidemiologia das queimaduras no estado de Minas Gerais. Rev. Bras. Cir. Plást., São Paulo , v. 26, n. 4, p. 573-577, Dec. 2011 . Available from . access on 10 Oct. 2017. .
MENDES, Karina Dal Sasso; SILVEIRA, Renata Cristina de Campos Pereira; GALVAO, Cristina Maria. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto contexto - enferm. [online]. 2008, vol.17, n.4, pp.758-764. ISSN 0104-0707. 
MONTES, S. F.; BARBOSA, M. H.; SOUSA NETO, A. L. Aspectos clínicos e epidemiológicos de pacientes queimados internados em um Hospital de Ensino. Rev. esc. enferm. USP, São Paulo , v. 45, n. 2, p. 369-373, Apr. 2011 . Available from . access on 05 Mar. 2017.
MORAES P. S. et al. Perfil das internações de crianças em um centro de tratamento para queimados. Rev. Eletr. Enf. [Internet]. 2014 jul/set;16(3):598-603. Disponível em: https://www.fen.ufg.br/revista/v16/n3/pdf/v16n3a14.pdf Acesso 10 de mai. 2018.
PHTLS. Atendimento pré-hospitalar ao traumatizado. PHTLS/ NAEMT. Queimadura. Trad. Renata Scavone et al. 7 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011. p.355- 375.
SANTOS, Evelyn Andrade et al. Ocupações com maior risco para acidente com queimaduras. Rev Bras Queimaduras, v. 13, n. 4, p. 260-4, 2014. .
Publicado
2019-01-08
Seção
II Simpósio de Produção Científica do Curso de Enfermagem da UniEVANGÉLICA