SÓ O AMOR SABE ENSINAR

  • Ana Beatriz Teodoro dos Anjos
  • Igor Silva Moreira
  • Joaquim Augusto Silva Gomes
  • Luiza Santos Cardoso
  • Natália Borges Rodrigues de Deus
  • Tiago de Oliveira Pitaluga
  • Mario Serra Ferreira
  • Lila Louise Moreira Martins Franco
  • Heliel Gomes Carvalho
  • Rogério Ribeiro de Paiva

Resumo

A acessibilidade vai além de garantir o direito de ir e vir àqueles que se encontram em uma condição de debilidade física ou psíquica. Infelizmente este termo ainda é equivocadamente entendido. Porém, este substantivo nos transmite a garantia do livre contato, interação e socialização, além da concessão do direito de amar ao próximo e de ter a liberdade de interagir com o mesmo. O objetivo do trabalho foi apresentar duas canções que representam amor, empatia, irmandade e fraternidade, qualidades que deveriam ser intrínsecas e cotidianas. As apresentações culturais são métodos que guiam a momentos de introspecção, gerando uma metamorfose de personalidades. As duas músicas escolhidas foram vocalizadas ao vivo, em um intervalo de tempo de seis minutos, com o escopo de proporcionar um momento especial. Deste modo, a apresentação buscou enfatizar que as relações interpessoais devem ser livres, sem restrições e diferenças, pautadas no amor como canal de aprendizagem, sussurrando a plateia que o cuidado mútuo com o próximo é um escudo para o fortalecimento pessoal.

 

Palavras-Chave: Amor. Ensino. Aprendizagem.

Publicado
2019-01-11
Seção
V Mostra Cultural do Curso de Odontologia