UTILIZAÇÃO DA GAMIFICAÇÃO COMO ESTRATÉGIA DE RETOMADA DE CONTEÚDO

  • Denise Campos Amaral
  • Diana Ribeiro e Silva
  • Francielle Nunes de Azevedo Romanowski
  • Luiz Carlos Coura
  • Monarko Nunes de Azevedo
  • Paulo Eduardo Coura
  • Regina Mota Carvalho
  • Sílvio Santana de Oliveira
Palavras-chave: Gamificação. Ortodontia Preventiva. Metodologia ativa.

Resumo

Ao se trabalhar as retomadas de conteúdo dentro do processo de ensino-aprendizagem, estamos atendendo às necessidades individuais e coletivas dos acadêmicos, além de propiciar uma formação profissional com acessibilidade pedagógica. Nesse sentido, a incorporação de atividades com a utilização de novas metodologias, baseadas na comunicação e na interação entre os envolvidos, podem contribuir para o desenvolvimento de habilidades cognitivas do público alvo. Seguindo essa proposta, a aplicação da gamificacação dentro da educação, que consiste basicamente no uso de elementos dos jogos, tornou-se uma das apostas atuais que promove um maior engajamento e interação das pessoas. Tendo em vista essa necessidade, as disciplinas de Ortodontia Preventiva, do Curso de Odontologia do Centro Universitário de Anápolis (UniEVANGÉLICA), propuseram a aplicação de uma metodologia ativa, para as turmas de 7° e 8° períodos do segundo semestre de 2018, com o objetivo de retomar os conteúdos trabalhados em sala de aula. Para isso, lançou-se mão do uso de recursos como leitor de código QR e um jogo de tabuleiro. A metodologia foi executada dividindo-se, inicialmente, os acadêmicos em equipes menores que, através da câmera de seus celulares, faziam o escaneamento de alguns códigos de barras bidimensionais (códigos QR) que então eram convertidos em textos sobre temas já trabalhados anteriormente em sala de aula como o desenvolvimento da oclusão, etiologia e classificação das más oclusões, biologia do movimento dentário e biomecânica. Após a leitura do material, as equipes respondiam perguntas subjetivas sobre cada tema e, para cada resposta correta, ganhavam o direito de jogar um dado e retirar um cartão com instruções como andar algumas casas no tabuleiro ou mesmo recuar casas. Esse processo seguiu-se até que os grupos alcançassem a linha de chegada do tabuleiro de jogos e, assim, obtivéssemos um ranking dos primeiros colocados. Como resultados, foi possível observar uma grande participação e envolvimento dos acadêmicos durante a execução da metodologia de gamificação, que permitiu, portanto, que os objetivos de revisar e sedimentar os conhecimentos adquiridos, fossem alcançados. Como conclusão, sugere-se que o uso de metodologias ativas, como a gamificação, possui um forte potencial contra o desinteresse dos estudantes, aumentando a participação, desenvolvimento da criatividade e autonomia, promoção do diálogo e capacidade de resolução de situações-problemas. Perfil esse, que vai além de uma formação generalista voltada para a identificação e tratamento dos agravos em saúde bucal como as oclusopatias, mas que contempla a formação de um futuro cirurgião-dentista mais autônomo, reflexivo e autônomo.

Publicado
2019-01-10
Seção
XI Seminário de Saberes e Práticas Docentes do Curso de Odontologia