CAIXA DO TATO

  • Ana Clara Lima de Farias
  • Arthur Alves de Andrade
  • Elias Gomes
  • Jessyka Magela Coelho
  • Luiza Santos Cardoso
  • Mariana Teixeira Olimpio
  • Nayara Gomes Ferreira da Silva
  • Roberto Gabriel Carvalhaes Maciel
  • Giulliano Caixeta Serpa
  • Denise Campos Amaral
  • Cristiane Martins Rodrigues Bernardes

Resumo

A visão possui papel de grande relevância para o indivíduo. As informações captadas pela visão durante situações cotidianas são interpretadas no cérebro para que seja possível reagir de determinadas maneira. Assim, a visão é importante na comunicação, linguagem e no auxílio das tarefas diárias. Trata-se, portanto, de um dos vários sistemas guias presente em cada ser humano. Todavia, quando esse sentido apresenta limitações, torna-se necessário o desenvolvimento de outros sistemas passíveis de estabelecerem níveis de comunicação que permitam a interação do portador deficiência visual com a sociedade e se adaptar ao contexto que se encontra inserido. A percepção através o tato permite ao deficiente a exploração da textura, temperatura, peso, tamanho e formato, garantindo a formação de imagens mentais, proporcionando assim, o conhecimento do mundo ao redor, garantindo independência nos afazeres diários e desfrutando de imaginações concebidas através de um dos sentidos alcançáveis pelo deficiente. Diante dos fatos supracitados, o objetivo do trabalho foi estimular o sentido do tato, levando os participantes que não possuíam deficiência visual, a imaginar a forma do dente e suas classificações de cavidades de acordo com Black através apenas do tato, trazendo os indivíduos mais próximos ao mundo do deficiente visual, praticando também a resiliência com o próximo.

Palavras-Chave:Deficiência Visual. Tato.Odontologia.

Publicado
2019-01-11
Seção
V Mostra Cultural do Curso de Odontologia