BODYPAINTING: METODOLOGIA DIFERENCIADA PARA INCLUSÃO E ACESSIBILIDADE NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM

  • Joaquim Augusto Silva Gomes
  • João Osmario Mariano Rosa
  • Evelin Soares de Oliveira
  • Mario Serra Ferreira
  • Larissa Santana Arantes Elias Alves
  • Geraldo Jose de Oliveira
  • Simone Sousa Silva Sant’Ana
  • Diogo Rodrigues Cruvinel
  • Ruberval Ferreira de Morais Júnior
  • Everaldo José de Oliveira
  • Luciana Carvalho Boggian
  • Cristiane Martins Rodrigues Bernardes

Resumo

O ensino de anatomia humana tem passado por diversas modificações, principalmente, na perspectiva do advento de metodologias ativas com o intuito de diminuir a dissecação de peças anatômicas nas aulas práticas e aproximar a teoria com a prática. A Teoria das Múltiplas Inteligências (M.I.) de Howard Gardner revolucionou o campo da psicologia cognitiva ao ultrapassar a noção comum de inteligência como "capacidade ou potencial geral que cada ser humano possui em maior ou menor extensão" e ao questionar a suposição de que a inteligência "possa ser medida por instrumentos verbais padronizados como testes de respostas curtas realizados com papel e lápis." As múltiplas inteligências enumeradas pelo autor são: inteligência linguística, inteligência interpessoal, inteligência intrapessoal; inteligência lógico matemática, inteligência musical, inteligência espacial e inteligência corporal cinestésica. O objetivo deste trabalho é relatar uma experiência docente com a percepção dos alunos do 2º semestre do curso de Odontologia do centro Universitário de Anápolis - UniEVANGÉLICA diante da prática de bodypainting em aulas da disciplina de anatomia craniofacial. A utilização da bodypainting (pintura corporal) tem se popularizado como uma metodologia ativa de aprendizagem e ensino de anatomia humana, abrangendo a inteligência espacial e corporal cinestésicade Gardner. As semelhanças entre a arte corporal e as estruturas anatômicas foram significativas, pois os estudantes tiveram que levarem consideração as reais proporções das estruturas, as origens e os trajetos dos nervos, músculos e vasos. A confecção desse tipo de material leva em consideração a perspicácia do acadêmico em saber relacionar a estrutura com sua localização topográfica. A proposta da explicação também exigiu o estudo aprofundado do conteúdo. Acredita-se que os objetivos propostos para o presente trabalho foram atingidos, quanto estudo de métodos de aprendizagem. Espera-se que os resultados apresentados possam contribuir para o processo de construção do conhecimento aliado a prática odontológica. Pensa- se também que essa experiência possa ser utilizada como um método cotidiano eficaz no aprendizado da anatomia humana, pois o Bodypainting é uma forma de caracterizar o corpo e aliar a exibição das estruturas com a anatomia de superfície, e que se apresenta como uma adição ao o uso de peças cadavéricas.

Palavras-Chave:Anatomia Artística. Odontologia. Metodologia. Múltiplas Inteligências.

Publicado
2019-01-11
Seção
V Mostra Cultural do Curso de Odontologia