A BRINQUEDOTECA NA CLÍNICA ODONTOLÓGICA DE ENSINO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ANÁPOLIS

  • Liliane Braga Monteiro dos Reis
  • Lila Louise Moreira Martins Franco
  • Francielle Nunes de Azevedo Romanowski 3
  • Denise Campos Amaral
Palavras-chave: Comportamento Infantil. Assistência Odontológica para Crianças. Educação em Odontologia.

Resumo

Entende-se a brinquedoteca como um espaço provido de brinquedos e jogos educativos, destinado a estimular as crianças a brincar, sendo que na área da saúde, além dos objetivos descritos, tem ainda a responsabilidade de contribuir significativamente para o bem estar da criança, tornando a estadia dela no atendimento clínico, menos traumatizante e mais alegre, possibilitando assim, melhores condições para sua recuperação, sendo um importante instrumento de humanização na saúde. Este trabalho tem como objetivo relatar a experiência da brinquedoteca na Clínica Odontológica de Ensino no atendimento odontopediátrico do Curso de Odontologia do Centro Universitário UniEVANGÉLICA, no ano de 2018. Dentre as finalidades propostas para o espaço da brinquedoteca estão: estabelecer vínculo entre as crianças e os futuros profissionais da saúde, dessensibilizar as crianças quanto ao atendimento clínico e através do brincar promover a saúde bucal. O funcionamento é coordenado por uma professora cirurgiã-dentista do curso com apoio de acadêmicas(os). Os temas trabalhados com as crianças estão centrados na educação em saúde envolvendo cuidados com higiene, alimentação saudável e o atendimento clínico. As atividades foram desenvolvidas entre março e novembro de 2018. Participaram do projeto 12 acadêmicas(os) no primeiro semestre e 8 no segundo. Foram realizados 185 atendimentos no primeiro semestre e 227 no segundo semestre, totalizando 412 atendimentos no ano. A idade média das crianças foi de 7,5 anos de idade com o intervalo entre quatro e 12 anos, de acordo com o proposto para o atendimento na clínica infantil. Em média eram atendidas 14 crianças por dia. A percepção dos envolvidos indica para a redução da ansiedade e do estresse das crianças no atendimento clínico, como repercussão do brincar na área da saúde. O cuidar pela ludicidade possibilita alegria às crianças que frequentam os serviços de saúde, ressaltando que as crianças necessitam de atenção especial por serem pacientes na fase infantil do desenvolvimento humano. Por parte dos acadêmicas(os) participantes buscou-se instrumentalizar os futuros profissionais da saúde bucal a fim de que assumam uma nova postura diante da população, considerando determinantes sociais da saúde, responsabilizando-se pelo enfrentamento dos problemas existentes.

Publicado
2019-01-10
Seção
XI Seminário de Saberes e Práticas Docentes do Curso de Odontologia