AVALIAÇÃO E INCLUSÃO PARA QUALIDADE DE VIDA DE CRIANÇAS PÓS MENINGITE

  • Cynthia Marques Ferraz da Maia
  • Nathalia Rodrigues
  • Nicolle Larissa Oliveira
  • Núbia Gonçalves da Paixão Enetério
Palavras-chave: Meningite. inclusão. neuropsicologia. qualidade de vida.

Resumo

Este artigo tem como objetivo, investigar a importância da avaliação neuropsicológica para pacientes
diagnosticados com Meningite ao longo da infância, ressaltando os facilitadores da inclusão escolar
para sua qualidade de vida. Para tal, almeja-se descrever dados científicos desta doença neurológica,
as informações cruciais para uma avaliação neuropsicológica assertiva, e os reflexos da inclusão
social na qualidade de vida destes pacientes. A metodologia adotada é uma pesquisa de natureza
qualitativa e descritiva, baseada em revisões científicas identificadas por meio de estudos
bibliográficos. Além disso, utilizou – se da análise documental de um paciente, cedido pelo
Laboratório de Psicologia para Inclusão (LAPSI) do Centro Universitário de Anápolis – UniEvangélica.
Neste, será apontado possíveis motivadores para a produção de novas pesquisas nos campos de
educação inclusiva, neuropsicologia e qualidade de vida. Conclui-se a necessidade de conhecimento
sobre a realização da avaliação neuropsicológica para casos de meningite e a importância da
qualidade de vida dos pacientes diagnosticados, evidenciando o auxílio indispensável da inclusão.

Referências

ASSUMPÇÃO Jr. F. B.; KUCZYNSKI, E. (org). Qualidade de vida na infância e na
adolescência: Guia para pediatras e profissionais de saúde mental. P. 21-41. Porto Alegre:
Artmed, 2010.

CARVALHO, R. E. Educação Inclusiva: com os pingos nos “is”. P. 19-32. Porto Alegre:
Mediação, 2004.

COSTA, D. I., AZAMBUJA L. S., PORTUGUEZ, M. W., COSTA, J. C. Avaliação
Neuropsicológica da Criança. Jornal de Pediatria, Porto Alegre, Vol. 80, S111-S116,
2004.

DREIFUSS, René. A era das perplexidades: mundialização, globalização e planetarização.
Petrópolis: Vozes, 1996.

GOMES, C. et al. Educação, psicologia escolar e inclusão: aproximações necessárias.
Revista Psicopedagogia, São Paulo, v. 28, n. 86, p. 185-193, 2011.

MADER, M. J. Avaliação Neuropsicológica, Aspectos Históricos e Situação Atual.
Centro de Pesquisa do Serviço de Psicologia e Grupo de Epilepsia. Paraná, 2003.

SANTOS, E. A. Diferente é ser igual: a inclusão de crianças com deficiência no ensino
regular e as contribuições da família e do serviço social. Universidade Federal do
Recocôncavo da Bahia, Cachoeira-BA, 2012.

SOUZA, S. E. M. Tratamento das Doenças Neurológicas. 3. ed. Rio de Janeiro :
Guanabara Koogan, 2013.
Publicado
2019-01-11