A ACESSIBILIDADE PARA PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS NAS VIAS PÚBLICAS DO MUNICÍPIO DE CERES - GOIÁS

  • Anielly Iasmin Nunes Lima
  • Érica de Lima Silva Unievangélica-Campus Ceres
  • Hueverton Cardoso de Sousa
Palavras-chave: Mobilidade. Cidade. Trânsito.

Resumo

A acessibilidade e mobilidade urbana se tornou alvo de estudos após a Segunda Guerra Mundial, onde começoua se pensar na transição de pessoas portadoras de necessidades especiais. Ceres que é uma cidade localizada no vale do São Patrício e apesar de ser uma cidade do interior de Goiás, pessoas de várias cidades transitam em suas ruas todos os dias em razão de vários hospitais que apresentam excelência em tratamento de saúde para a população. Nisso, estão inseridos as pessoas com necessidades especiais e pedestres que todos os dias encaram o trânsito de Ceres. Este trabalho tem como intuito demonstrar as dificuldades no cotidiano de pedestres e especificamente de pessoas com mobilidade reduzida na Avenida Bernardo Sayão.

Referências

Gomide, A. de Á. (2006). Mobilidade Urbana, Iniquidade e Políticas Sociais.IPEA - Políticas Sociais - Acompnahamento E Análise, 12, 242–250.
MACHADO, Maria Helena; LIMA, Josiane Palma. Avaliação multicritério da acessibilidade de pessoas com mobilidade reduzida: um estudo na região central de Itajubá (MG). Universidade Federal de Itajubá (Unifei), Itajubá, MG, Brasil.
Norma Brasileira Regulamentadora9050 da Associação Brasileira Normas Trabalhistas. 19/12/2000.
SECRETARIA NACIONAL DE TRANSPORTE E MOBILIDADE URBANA DO MINISTÉRIO DAS CIDADES (SEMOB). Estatuto da mobilidade urbana: texto básico de fundamentação do anteprojeto de lei – Documento para discussão. Brasília (mimeo), 2005.
Publicado
2019-01-17