ANÁLISE DO PLANO DO GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DE UMA INSTITUIÇÃO DE SAÚDE COM SEDE NA CIDADE DE CERES-GOIÁS

Autores

  • Fabia Aparecida Alves Souza
  • Dulcinea Maria Barbosa Campos

Palavras-chave:

Resíduos de Serviços de Saúde, Plano de Gerenciamento de Resíduos de Saúde, Logística

Resumo

O crescimento da geração de resíduos sólidos é um problema de saúde pública e ambiental. Uma porção menor dos resíduos sólidos urbanos, os resíduos de serviço de saúde (RSS), apresentam riscos devido a sua periculosidade. Os RSS são classificados em grupo A, B, C, D, E, sendo que o manejo eficiente destes resíduos é uma preocupação crescente. O instrumento estabelecido na Lei nº 12.305/ 2010 para o alcance das metas da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) é a logística reversa que tem papel de disciplinar à coleta, o tratamento e destino final dos resíduos sólidos, além de assegurar condutas para reduzir a produção dos mesmos e impugnar o desperdício de materiais descartados. Tem como objetivo avaliar o Plano de Gerenciamento de Resíduos de um hospital na cidade de Ceres-GO. Trata-se de uma pesquisa de abordagem dedutivo e dialético assumindo caráter qualitativo através do método de pesquisa documental com coletas de dados de fontes secundárias. Para tanto, analisou-se o fluxo logístico desde a geração até a disposição final. Conclui-se que há necessidade de aplicação do processo de logística reversa, uma vez que, grande parte dos resíduos do grupo D é segregada de forma errada e posteriormente descartada junto a outras classes de resíduos. Sugere-se um plano de ação com o propósito de ações de manejo com os resíduos de saúde que um propósito sustentável no gerenciamento de seus resíduos.

Downloads

Publicado

2015-12-30

Edição

Seção

(UniEVANGELICA - Ceres) - Poster