MOTOR V8 ELETROMAGNÉTICO

  • Mateus Rodrigues Pimenta Unievangélica
  • Gabriel Ribeiro Pais
  • João Paulo Carneiro Amorim
  • Lucas de Souza Moraes
  • Christopher Atsushi Iwamoto Moribayashi
  • Wesley Maia de Oliveira
  • Rosemberg Fortes Nunes
Palavras-chave: Indução Eletromagnética., Transformações energéticas., Rotação., Campo magnético.

Resumo

O motor v8 eletromagnético é um tipo de motor similar ao automotivo, baseado entretanto, no movimento gerado por bobinas e que visa demonstrar as transformações possíveis por meio da indução eletromagnética em duas formas inversas, tanto através da geração de um campo magnético nas bobinas pela passagem de corrente elétrica, quanto pela geração de energia elétrica na bobina pela variação do campo magnético. Além disso, visualiza-se como o  mesmo processo de geração de energia cinética de um motor convencional pode ser utilizado fornecendo energia elétrica ao sistema. Com esse propósito foi montado o chassi do motor com oito bobinas que funcionam como as câmaras de combustão, e sua ativação é feita pela ligação aos relés, que por sua vez recebem os comandos do arduino. O campo magnético gerado nas bobinas atrai seu pistão para dentro, movendo o virabrequim parcialmente, mas quando em cadeia, e de forma ordenada, gera uma rotação contínua no eixo. Utilizando-se da rotação do motor, foram posicionados super imãs ao redor do volante no eixo, que a partir do seu movimento, varia o campo magnético em uma nona bobina fixada abaixo do sistema, gerando assim corrente elétrica em seus terminais. Por fim, essa corrente é levada aos leds indicativos do painel “V8”. O projeto é uma demonstração de uma das diversas formas alternativas ao poluente motor à combustão, que já têm seus dias contados em diversos países.

Referências

[1] Villate, Jaime E. Eletricidade e Magnetismo. Portugal: Universidade do Porto, 2015.
[2] Ulaby, Fawwaz. Fundamentals of applied electromagnetics. 5ª ed. Pearson: Prentice Hall, 2007.
[3] Hayt, William. Engineering Electromagnetics. 5ª ed. New York: McGraw-Hill, 1989.
Publicado
2019-01-04
Seção
III SINACEN - Simpósio Nacional de Ciências e Engenharias