GESTÃO DA MANUTENÇÃO HOSPITALAR COM FOCO NO SISTEMA DE AR COMPRIMIDO MEDICINAL

  • ACACIO VIEIRA DA COSTA Centro Universitário de Anápolis UniEvangelica
  • GULHERME MARQUEZAN NASCIMENTO

Resumo

Na manutenção da área médico-hospitalar se prima pela disponibilidade do equipamento em regime integral, a adoção de métodos de gestão utilizados em outros setores da engenharia, equacionam e tornam viável o programa de manutenção. O uso de gases medicinais para tratamentos e cuidados em pacientes favorecem tratamentos, para isto o maquinário de geração e tratamento do ar comprimido assim como a rede de distribuição devem estar com o controle de manutenção favorável às normas técnicas sugeridas. O estudo de caso visa analisar os métodos de gestão aplicados no gerenciamento, focando na sistemática da geração e distribuição de ar comprimido no estabelecimento assistencial de saúde. Com os objetivos de apresentar um modelo que traz eficiência para o setor de manutenção, assegurando o equilíbrio da pressão do fluido por todos os setores que necessitam deste utilitário, aplicar métodos e ferramentas de gestão para a melhoria de qualidade do ar comprimido distribuído. Implementar a cultura em um grupo de manutenção para que possa ser atendida de maneira rotineira os cuidados para com os equipamentos que tornam o tratamento de doenças que necessitam do produto fornecido pela central de ar medicinal, sendo de pressão negativa como em vacuômetros, ar comprimido e gases necessários para a respiração do paciente, padronizando a gestão visando a eficácia no tratamento de doenças sob esta utilidade contida no estabelecimento de saúde.

Publicado
2019-01-21
Seção
III SINACEN - Simpósio Nacional de Ciências e Engenharias