INDÚSTRIA 4.0 INOVANDO COM QUALIDADE

  • Matheus Ribeiro Melo
  • Paulo Roberto Lima
  • Vinícius Affonso Pires
  • João Pedro Holanda
  • Ricardo Wobeto
  • Andréa Lúcio Queiroz Centro Universitário de Anápolis - UniEvangélica
Palavras-chave: Indústria 4.0. Controle lógico provável. Revolução Industrial

Resumo

O desenvolvimento do mercado global contribuiu na formação dos novos clientes que se tornaram mais exigentes, o que, por sua vez, resultou em uma busca frenética das indústrias por tecnologia de ponta para realização de serviços eficientes, personalização de produtos e de baixo custo. A concorrência entre as empresas levantam a necessidade de sempre estar inovando com o que a de melhor em tecnologia, para se manterem no mercado. O governo alemão criou, por meio de investimentos governamentais e da própria indústria, o programa Indústria 4.0, que tem por objetivo inter-relacionar todas as áreas que compõem um processo produtivo através de redes inteligentes desafiando a produção industrial a realizar uma 4ª Revolução Industrial, onde os processos produtivos governem a si mesmos. (Rodrigues, Jesus e Schützer (2016)). Esse programa é capaz de solucionar problemas de produção e torná-la mais eficaz, possibilitando ganhos competitivos. Este trabalho tem o objetivo de apresentar as principais asserções relacionadas à Indústria 4.0 ou Revolução Industrial 4.0.

Referências

RODRIGUES, Leticia Francischini; JESUS, Rodrigo Aguiar de; SCHÜTZER, Klaus. Industrie 4.0 – Uma Revisão da Literatura. Revista de Ciência & Tecnologia, Piracicaba, p.1-13, 2016.
CITISYSTEMS: O Que é Indústria 4.0 e Como Ela Vai Impactar o Mundo. 2018. Disponível em: . Acesso em: 17 out. 2018.
LOGIQUE: Indústria 4.0: Iniciativas e evolução ao redor do mundo. 2017. Disponível em: . Acesso em: 17 out. 2018.
FREITAS, Arnold de Araújo. A internet das coisas e seus efeitos na indústria 4.0. Riuff, Niterói, p.24-48, 2017.
RIBEIRO, João Victor de Oliveira Solon. Estudo sobre a utilização de Sistemas Multiagentes na indústria 4.0. VII Simpósio de Iniciação Científica, Didática e de Ações Sociais da FEI, São Bernardo do Campo, p.1-2, 2017.
Publicado
2019-01-17
Seção
III SINACEN - Simpósio Nacional de Ciências e Engenharias