RELATOS DE EXPERIÊNCIAS VIVENCIADAS NO CAMPO DE ESTÁGIO – EMPRESA CARTA GOIÁS INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE PAPEL

  • Vitor Dalarmelino Borges Centro Univrsitário de Anápolis
  • Márcio José Dias
  • Clodoaldo Valverde
Palavras-chave: Palavras-Chave: Padronização de Processos, Estabilidade operacional, Organização, Padrões visuais.

Resumo

O grupo Carta Fabril está entre as maiores empresas brasileiras na produção de papeis higiênico, toalha, guardanapo, fraudas e absorventes. Cresce a cada dia na busca constante da modernização dos seus processos, ampliação das suas instalações e linhas de produção e na melhoria contínua de seus produtos para satisfação de seus consumidores. O objetivo deste trabalho é relatar as experiências vivenciadas no período de estágio supervisionado obrigatório, realizado como membro do time de Metodologia e Gestão de Performance na área de fabricação de papel. A carga horária das atividades do estágio foi de 360 horas/aulas, e foram desenvolvidas sob a supervisão do gerente de Metodologia Fernando de Candido Pereira, ocorrendo no período das 08:00 às 15:00. As atividades desenvolvidas estão relacionadas com 5S e Centerlining. O programa 5S estabelece um padrão de atitudes e comportamentos que refletem na melhoria e manutenção das condições de limpeza, ordem e segurança dos ambientes de trabalho, buscando o bem-estar de todos. Com a implantação do 5S se alcança o aumento da produtividade, melhoria de processos, prevenção de acidentes e eliminação de desperdícios. Outra importante ferramenta utilizada para melhorar a performance de máquinas de produção é o Centerlining, a sua utilização visa melhorar o relacionamento entre operador e máquina, proporcionando o controle sobre os ajustes existentes nos equipamentos, tornando a operação mais simples e alcançando a estabilidade operacional. Como resultados esperados, foi realizado a separação por área da máquina de papel 6 (MP6) e baseado nisso a criação de padrões visuais como LPP (lição ponto a ponto), LUP (lição de um ponto), GSP (guia para solução de problemas), marcações e identificação de equipamentos e a criação de checklist para avaliação do 5S. Também foi iniciado a ferramenta centerlining sendo realizado o levantamento das variáveis que necessitam ser controladas para estabelecer a faixa ideal de trabalho.

 

 

Publicado
2019-01-17
Seção
III SINACEN - Simpósio Nacional de Ciências e Engenharias