ESTUDO DE PROPRIEDADES ÓPTICAS NÃO LINEARES EM SISTEMAS HÍBRIDOS

  • Lucas Figueiredo Ribeiro UniEvangélica
  • Clodoaldo Valverde
Palavras-chave: resumo simples, propriedades ópticas, não lineares, sistemas hibridos

Resumo

Estudar propriedades dinâmicas em sistemas híbridos, através de um SQUID (Superconducting Quantum Interference Device), acoplado a um Cooper Pair Box (CPB), esse CPB consiste de duas junções de Josephson supercondutoras formando um loop. O modelo apresentado deve alcançar um efeito de tunelamento eficaz da energia de Josephson. Neste tipo de acoplamento iremos estudar as propriedades dinâmicas (entropia e inversão de excitação) do sistema hibrido composto por um Cooper Pair Box e um SQUID. Inicialmente iremos considerar o Cooper Pair Box no estado excitado e a nanoressoador em uma superposição de estados coerentes. Também iremos assumir que o sistema CPB- SQUID é descrito por uma interação dependente da intensidade introduzida pelo modelo Buck–Sukumar através de uma única transição de excitação. Em relação à entropia, que está relacionada com o emaranhamento (mistura) de estados, estudaremos sua evolução temporal na presença de perda em ambos os subsistemas, para o caso ressonante e não ressonante. A influência sobre a entropia de uma frequência (senoidal) dependente do tempo via SQUID, também será considerada. A inversão de excitação também será investigada sob as mesmas condições. A inclusão de perdas no CPB e SQUID torna o cenário um pouco mais realista. Além disso, a dependência temporal do acoplamento e a frequência SQUID irão aproximar nossos resultados das condições experimentais. Mostraremos que a inversão de excitação não ocorre quando o detuning for constante, mas se o detuning for variável ela irá sempre ocorrer independentemente do tamanho do detunig.

Publicado
2019-01-18
Seção
III SINACEN - Simpósio Nacional de Ciências e Engenharias